CarreiraDestaques

Capacitação profissional: como continuar estudando depois dos 40!

Ensino básico, graduação e trabalho: essa é a linha do tempo e da trajetória de muitas pessoas. Aos vinte e poucos anos, foi possível se formar em algum curso superior e iniciar uma carreira, o que não quer dizer que tenha sido fácil. A rotina de estudos, em vários casos, foi dividida com obrigações profissionais e familiares, mas tudo se encaixou no final.

Antes dos trinta foi possível conseguir um emprego estável, talvez um cargo público. E daí em diante, foi necessário administrar a carreira, especialmente quanto às mudanças e transformações ligadas às tecnologias e à velocidade com que os conhecimentos avançam. Pode ser seguro, mas tudo isso não é simples.

Vinte e poucos, 30, 40… E depois que o tempo passou? Como manter em dia sua capacitação profissional, mesmo depois dos 40 anos? 

Graduação não é mais suficiente há tempos

Quem pensava que obter um diploma de graduação seria o suficiente já notou, há décadas, que não é bem assim. Mal deu tempo de sair das salas de aula da faculdade e já havia uma cobrança pelos cursos de pós-graduação ou de capacitação. Antes dos trinta anos, já deu para obter uma certificação interessante, mas foi preciso aplicar muito esforço: acordar cedo, trabalhar o dia todo, ter aulas em algumas noites e mesmo aos sábados. 

O esforço compensou. A aprovação em um concurso ou mesmo o acesso a um plano de carreira que valoriza a capacitação profissional são decorrência de um planejamento e da construção de uma trajetória sonhada por muita gente. Cursos de maior ou menor extensão, com exigências diversas, foram feitos e isso só ajudou a alcançar patamares mais interessantes da carreira. Mas e a energia dos vinte e poucos? Como manter o pique depois dos 40 e ainda animar-se a manter os estudos?

Educação continuada mesmo depois dos 40

É bom pensar que as exigências quanto aos conhecimentos e aos estudos não cessa mais. Já foi o tempo em que era suficiente ter um diploma amarelado pendurado na parede. Os diplomas e as certificações se sucedem e, a cada dia, há algo mais atual a se aprender. Os cursos de capacitação profissional são infinitos, a oferta deles é frequente e um profissional não pode mais se dar ao luxo de parar só porque passou dos 40. Até mesmo a aposentadoria é uma ideia distante, hoje em dia, após tantas mudanças trabalhistas. 

A despeito de uma queda sensível no ânimo para enfrentar três turnos, trabalhando e estudando, além de cuidar de importantes aspectos da vida familiar e social, é preciso avançar. Como manter-se estudando depois dos 40? Isso é mesmo necessário, após o alcance de alguma estabilidade, de respeito e autonomia? Depende do que você quer. 

Das pedras que rolam

Manter-se estudando é, hoje, uma obviedade, em qualquer campo de trabalho. Há sempre algo novo a ser descoberto. Já dizia o dito popular: pedra que rola não cria limo. No entanto, pode não ser tão simples encontrar energias e tempo, a esta altura, para cumprir todas as exigências da vida profissional, em consonância com a família, os amigos, os prazeres menos obrigatórios.

É preciso ter em mente que a qualificação continuada auxiliará você a manter seus conhecimentos em dia, a obter o respeito de seus colegas e a manter-se competitivo no campo de trabalho. Se deseja alcançar postos melhores e maiores salários, isso será fundamental. 

Gestão do tempo

Uma medida para conseguir se manter estudando e se qualificando é fazer uma boa gestão do tempo, identificando prioridades e, principalmente, aprendendo a dizer “não” quando for possível.

Se o tempo é escasso para cuidar de tudo o que é necessário e exigido de você, é hora de procurar opções que caibam em sua rotina, sem comprometer questões importantes para uma pessoa que passou dos 40, como a saúde, por exemplo. 

Os cursos certos, na hora certa

Há cursos de capacitação em vários formatos e com propostas variadas. Isso significa que é possível, por exemplo, encontrar opções de formação flexíveis, principalmente quanto aos horários. Cursos de capacitação profissional podem ter curta, média ou longa duração, com cronogramas bem organizados, o que facilita que você os encaixe em sua vida por um período definido.

Se correr tudo bem, o esforço será concentrado em algum período, e os efeitos serão sentidos no crescimento e na qualificação profissional. 

Virtualidades possíveis

Uma das grandes sacadas dos tempos atuais, e que pode ser aproveitada para que você se mantenha estudando depois dos 40, é a educação a distância. Existem cursos de capacitação oferecidos de maneira totalmente virtual, mas com a mesma seriedade e credibilidade de que gozam os cursos presenciais. No entanto, o fato de você organizar sua participação de maneira assíncrona, isto é, nos momentos em que puder, facilita muito a vida de quem já não tem tempo a perder.

É importante pesquisar e aderir a uma instituição que domine esse tipo de oferta e seja reconhecida pela qualidade do que oferece. Com uma escolha acertada e alguma disciplina, é possível ampliar sempre sua capacitação profissional, enfrentando as questões de tempo e energia de maneira bem mais confortável. 

Muito a aprender e muito a ensinar

Depois dos 40, já não dá para brincar com as possibilidades. Geralmente, nessa faixa etária, já deu para fazer conquistas interessantes, mas já chegou também certa vontade de desfrutar dos ganhos e de admitir algum cansaço, especialmente para quem começou cedo. No entanto, se a saúde estiver bem cuidada, será possível viver mais algumas décadas em plena atividade. Nesse sentido, muito ainda será cobrado em relação à capacitação profissional: há muito o que aprender, mas também já há bastante a ensinar aos que chegaram depois. Ficar atualizado e proativo só ajudará. 

Admita: mexendo daqui e dali, ainda é possível experimentar muita coisa, especialmente se beneficiando da oferta de cursos que se encaixem entre as suas necessidades e as possibilidades atuais. Tenha foco, não perca tempo com inexatidões, descubra novas tecnologias e novas modalidades de oferta de capacitação profissional e mantenha-se firme em seus propósitos. Sua maturidade sedimentará seu investimento, que pode, hoje, ser melhor aproveitado, afinal, você já sabe bastante o que quer. 

Muitas pessoas podem se identificar com estas questões; outras, talvez possam refletir sobre si, sentindo-se menos ou mais próximas dos conflitos e das experiências, inclusive profissionais, dos quarentões e das quarentonas. Use suas redes sociais para interagir e trocar ideias. Que tal começar compartilhando estas ideias?

Share This