CarreiraDestaques

Monte um currículo profissional arrasador em 7 passos

Segundo a pesquisa de recrutamento da TheLadders — empresa norte-americana especializada na oferta de empregos com altos salários —, os gerentes de RH gastam, em média, seis segundos criando sua impressão inicial sobre um candidato com base em seu currículo profissional.

Frente a esse tipo de dado você deve estar pensando que precisa de um currículo impecável para passar pelo processo de triagem, certo? Pois é, você não está enganado. Currículos marcados por organização e hierarquia visual, com formatações uniformes e ricos em palavras-chave são universalmente descritos como “mais claros”.

O estudo, feito com o auxílio de uma tecnologia de rastreamento de olhar, mostrou que os recrutadores gastavam quase 80% de seu tempo nos seguintes pontos: nome, cargo atual, cargo anterior, datas de admissão/demissão e escolaridade.

Será que isso quer dizer que existe uma ciência por trás do CV perfeito? Estudos como o citado indicam que sim. Pensando nisso, preparamos este passo a passo para te ensinar a elaborar um currículo profissional impecável. Confira!

Passo 1: sintonize o seu currículo profissional e a vaga

Antes de começar a elaborar seu currículo, é necessário decidir o que esse documento precisa dizer. O enfoque dado às suas qualificações depende do tipo de trabalho para o qual você resolveu se candidatar.

Leia o anúncio do emprego com cuidado e retire as principais habilidades e experiências que seu futuro empregador procura. Você pode fazer isso criando uma lista ou circulando palavras-chave.

Use esses termos para ajudá-lo a descobrir que informações deverão estar contidas em seu novo currículo para que ele vá ao encontro das expectativas de seu futuro empregador. Repita esse gesto para cada CV que enviar.

Nunca recicle um currículo. Cada trabalho precisa de um conjunto diferente de habilidades e experiências. A cada nova tentativa, pense em como pode se apresentar para que pareça exclusivamente adaptado à posição anunciada.

Se preciso, pesquise com antecedência o site da empresa para entender que tipo de profissional eles costumam contratar. Recrutadores têm seis segundos para se decidir entre o seu currículo e o próximo. Portanto, seja sucinto sempre que possível.

Passo 2: capture a atenção de seu futuro empregador com um resumo

Um bom currículo tem, além de seu nome e informações de contato, um resumo que funciona evidenciando suas principais qualidades. Ele deve ficar abaixo de seus dados principais. Em menos de 130 caracteres, busque captar a atenção do empregador, afirmando o que você faz e quais são as suas mais valiosas qualidades.

Em vez de “gerente geral de hotel”, por exemplo, você pode usar “gerente geral de hotel empenhado em melhorar o serviço ao cliente e maximizar os lucros”. Assim, você deixa claro que habilidades poderá colocar em prática se for chamado para o cargo.

Passo 3: forneça seu histórico educacional de forma concisa

Nunca se esqueça de fornecer seu histórico educacional. É por meio dele que os empregadores poderão descobrir se você cumpre ou não os pré-requisitos de determinada vaga. Faça isso incluindo o nome da instituição em que se graduou, as datas e as qualificações adicionais que possam ser úteis.

É muito importante ser conciso na hora de elencar essas informações. Afinal, seu currículo profissional não precisa ser apenas visualmente atraente, ele deve também ser legível. Adicione tópicos e escreva blocos de palavras curtos para facilitar a escaneabilidade.

Use a ordem cronológica e formate seu texto com margens largas, tipografia limpa e títulos claros. Aplique seletivamente negritos e itálicos para ajudar a guiar o olhar do recrutador.

Passo 4: use o espaço de seu currículo com sabedoria

Um currículo deve ser o resumo das realizações relevantes para a vaga pretendida. Portanto, seu comprimento máximo é de uma página A4 — não há espaço para enrolação. Coloque as informações que o recrutador não pode deixar de ver no início.

Os empregadores estão interessados no passado recente de sua história de trabalho. Por isso, nada de incluir cargos que você desempenhou há cinco ou dez anos, a não ser que elas sejam cruciais para a função pretendida. Preocupe-se com a relevância e busque incluir em seu currículo profissional apenas as experiências de maior destaque.

Passo 5: destaque-se da multidão incluindo as metas que já alcançou

Quando competimos por uma recolocação no mercado com pessoas de qualificação semelhante, é necessário fazer o possível para se destacar. Para não correr o risco de ver seu currículo empilhado num mar de aplicações idênticas, você deve mostrar tantas evidências quanto puder de experiência no cargo em questão.

Seu currículo é tanto sobre o que você fez quanto sobre o quão bem você fez. Quando incluir suas habilidades não liste apenas tarefas: forneça declarações breves que ilustram como usou você sua capacitação para exercer bem seu papel. Se atingiu uma meta, informe isso.

Gerentes de contratação, especialmente em áreas técnicas, procuram candidatos que possam ajudá-los a resolver um problema ou satisfazer uma necessidade. Por isso, indique como você resolveu situações similares em outras empresas. Para cada ponto, pergunte a si mesmo: qual foi o benefício de ter feito o que fiz?

Evite usar descrições genéricas dos trabalhos que desempenhou anteriormente e, sempre que possível, procure quantificar suas realizações.

Passo 6: evite clichês em seu currículo profissional

Além de enfatizar realizações sobre responsabilidades e criar um currículo profissional diferente para cada oportunidade de trabalho, é importante fugir de clichês. Tente explicar ao recrutador o que o torna um bom candidato em palavras concretas e específicas.

Tanto em seu resumo quanto em suas experiências anteriores, evite elaborar textos maçantes. Sempre que possível, escolha a estrutura de tópicos para facilitar a leitura por meio de palavras-chave.

Passo 7: verifique cuidadosamente seu CV antes de enviá-lo para um recrutador

Depois de terminar seu CV, faça uma impressão e leia tudo com cautela para certificar-se de que está satisfeito com o resultado. Procure averiguar se as informações ali contidas fazem sentido, mostram que você atende os requisitos mínimos do empregador e se o documento não contém erros ortográficos.

Tente obter o feedback de outras pessoas em que confia. Todos os detalhes que incluiu em seu currículo farão sentido para você, mas você pode se surpreender com as perguntas de terceiros.

Esteja preparado para receber uma crítica construtiva e use as informações aferidas para produzir uma versão mais arredondada de seu currículo — mais palatável para possíveis empregadores.

Gostou dessas dicas para montar um currículo profissional arrasador? Então não se esqueça de curtir a página do Instituto Pró Saber no Facebook! Lá compartilhamos o melhor do nosso conteúdo para ver você chegar mais longe!

Share This