Pós-graduação e mestrado: entenda quais são as diferenças

Com tantas possibilidades de qualificação profissional, é comum ter dúvidas sobre o que é e qual a serventia de cada curso de especialização.

Cursos de graduação preparam o estudante para exercer uma determinada profissão. Mas, para que servem os cursos de pós-graduação e mestrado? Quais as diferenças entre eles? Para responder a essas questões e ajudá-lo a identificar qual é a melhor escolha para o seu perfil profissional e para a carreira que pretende construir , vamos mostrar as principais diferenças.

Essa distinção é muito importante, pois são cursos voltados a atuações profissionais bastante específicas e discrepantes uma da outra. Quer saber mais sobre elas? Então, continue a leitura!

Objetivos do profissional e finalidades do curso

Os fatores que deverão orientar a escolha por uma pós-graduação ou por um mestrado são o perfil profissional que tem o indivíduo e o seu foco no que se refere ao desenvolvimento da carreira pretendida. Isso ocorre porque cada um desses percursos formativos destina-se a finalidades específicas.

Enquanto a pós-graduação enquadrada na categoria lato sensu é indicada para quem busca se destacar com uma atuação estratégica no mercado de trabalho, o mestrado inserido na tipificação stricto sensu é recomendado para quem pretende seguir a trajetória acadêmica.

Em termos gerais, os cursos regulares feitos após a conclusão da graduação são considerados pós-graduações, até mesmo o mestrado.

Contudo, reservamos a expressão pós-graduação para fazer referência a cursos do tipo lato sensu.

Nessa perspectiva, o graduado que objetiva intensificar a formação construída durante o curso superior, atuando como professor e pesquisador, principalmente no nível universitário, necessita realizar um mestrado.

Já o profissional que pretende aprofundar conhecimentos principalmente aqueles mais técnicos aplicados aos diferentes segmentos do mercado deve realizar um curso de pós-graduação, especializando-se em uma área de atuação.

A finalidade de um curso de mestrado tem alcance relativamente mais restrito, uma vez que é direcionada à esfera acadêmica.

Por outro lado, quem faz uma pós-graduação pode ter diferentes objetivos, tais como atualização profissional, aprimoramento de determinadas competências, desenvolvimento de habilidades gestoras, mudança de cargo etc.

Isso é possível pois esse nível de ensino leva ao aperfeiçoamento em uma certa área.

Um curso de pós-graduação tem duas grandes orientações. Ele pode estar voltado essencialmente para a especialização técnico-profissional na mesma ou em área correlata à da graduação, ou ser configurado sob a forma de um MBA sigla para a expressão inglesa Master in Business and Administration.

O MBA é direcionado para o campo de negócios e administração, oferecendo formações relacionadas à gestão.

Possibilidades de atuação

Ao concluir um curso de mestrado, você recebe o diploma de mestre, estando apto a desenvolver estudos acadêmico-científicos em universidades e institutos de pesquisa. Outra opção é atuar como docente no ensino superior.

No serviço público também há editais cujos cargos de professores exigem, como titulação mínima, o mestrado. Essas vagas, em geral, pagam salários mais elevados que as demais.

Já o especialista o profissional que realizou uma pós-graduação , está preparado para exercer as atividades relativas à área do curso concluído, que são bem mais específicas do que aquelas trabalhadas durante a graduação.

Essas atividades podem ser de tipos e quantidades variadas a depender da área de concentração do curso de pós-graduação feito.

Desse modo, o especialista poderá atuar em funções mais técnicas ou de caráter administrativo.

No primeiro caso, é comum que ele integre equipes cujas atribuições se relacionam a atividades profissionais específicas, como a área de engenharia ou finanças. No segundo, a área gerencial costuma ser o segmento em que o especialista atuará.

Formatos e exigências

Por ser voltado à carreira acadêmica, o formato do curso de mestrado visa preparar o pesquisador e futuro professor universitário. Assim, entre as demandas do curso estão a elaboração e o desenvolvimento de um projeto de pesquisa e a realização de um estágio de docência, em que o aluno ministrará aulas para turmas da graduação.

Também é comum exigir do mestrando a proficiência em uma segunda língua. Geralmente, o mestrado demanda o cumprimento de um determinado número de disciplinas de acordo com a linha de pesquisa.

Além disso, a partir da pesquisa indicada no projeto, o estudante de mestrado deve escrever e defender publicamente perante membros da comunidade científica uma dissertação supervisionada por um professor orientador.

Já o formato de uma pós-graduação é menos complexo e mais direcionado à qualificação especializada em um dado segmento do mercado. Assim, o aluno cursa uma quantidade de matérias técnico-profissionais que objetivam a construção e o aprimoramento de conhecimentos. Ao final da pós, o estudante também precisa redigir um trabalho — uma monografia. No entanto, a monografia se difere da dissertação de mestrado por ter um caráter mais abrangente e não aprofundar em um tema específico.

Tempo de duração e formas de seleção

O mestrado dura entre 2 anos e 2 anos e meio, tempo em que o estudante deve cursar todas as disciplinas, desenvolver a pesquisa, escrever a tese e defendê-la.

Uma pós-graduação tem a duração média de 1 ano. Esse período, entretanto, é variável, pois o que conta é a sua carga horária geral que deve ser, no mínimo, de 360 horas.

A forma de seleção tanto para o mestrado quanto para a pós-graduação varia bastante. Cursos de mestrados podem realizar análises de currículos, aplicar provas específicas ou exigir a submissão de um projeto de pesquisa — ou até mesmo usar esses métodos conjuntamente para selecionar os alunos.

Por outro lado, nas pós-graduações é muito comum haver processo seletivo curricular ou por meio de uma avaliação de conhecimentos da área.

Habilidades e competências necessárias

Ambos os cursos pós-graduação e mestrado exigem a dedicação e o empenho do profissional que busca a qualificação.

No entanto, as habilidades e competências necessárias para cursar cada um deles variam significativamente, devido às características específicas.

No mestrado, o aluno desenvolve habilidades ligadas à investigação científica, como a criação e a testagem de hipóteses de estudo, uso de técnicas para coletar e analisar dados e a escrita acadêmica.

Além disso, o mestrando deve se preparar para exercer a atividade de docente, o que exige muita didática e comunicação dinâmica.

Na pós-graduação, é essencial que o estudante desenvolva a capacidade de análise crítica para identificar como aplicar os conhecimentos apreendidos no curso em seu ambiente de trabalho.

Essa postura crítica envolve habilidades de inteligência prática, síntese de situações, resolução de problemas, além da proposição e implementação de estratégias de negócios.

E então? Entendeu as diferenças entre a pós-graduação e o mestrado? Se você gostou do conteúdo e deseja receber outras informações sobre carreira e estudo, assine a nossa newsletter!

Share This